Cadastrando seu ASN no IRR TC

De Wiki BPF
Revisão de 23h21min de 3 de fevereiro de 2021 por Fernando.frediani (discussão | contribs) (Ajuste na formação do texto e hyperlink)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

Introdução

Visando compartilhar conhecimento nesse canal que por muitas vezes me ajudou em aprendizagem, decidi contribuir juntamente com os profissionais da área para juntos tornamos a internet um lugar melhor. Minha primeira contribuição será sobre cadastro e utilização do IRR TC, projeto brasileiríssimo. Não abordarei muito a questão teórica da "coisa", para isso já temos um artigo de excelente qualidade do nosso amigo Junior Corazza, segue o artigo por ele publicado O Minimo que Voce precisa saber sobre IRR. Aqui você encontrará a prática de como se cadastrar, manter e editar o IRR através da base TC. Todo ASN sem exceções deve, deve e deve ter um IRR bem configurado e atualizado. Vamos lá?!

IRR TC

O TC é um projeto pessoal e sem fins lucrativos. Foi criado (e é mantido) por Herbert Faleiros. Iniciou suas atividades em 2010 e já contou com o apoio (principalmente com a cessão de recursos computacionais) das seguintes entidades e empresas (a quem agradecemos mais uma vez): Associação Nacional para a Inclusão Digital (ANID), Algar Telecom, Americana Digital, Alog Data Centers do Brasil (Equinix), IB Telecom e SCW Telecom. Para "descomplicar" e popularizar o uso da tecnologia foi desenvolvido um "assistente" que automatiza completamente a inclusão de novos ASes (abstrai completamente a RPSL, ou seja, elimina toda a complexidade inerente à tecnologia e aos seus subsistemas). Esta ferramenta também importa a política registrada pelo AS na base do Registro.br (caso exista) e ainda valida os anúncios do AS antes de incluí-los na base IRR (verifica se são ativos alocados à entidade que os está anunciando). Disclaimer: o suporte do TC IRR é realizado em regime "best-effort". Essas informações são encontradas em https://bgp.net.br/about.html.

Sei que muitos indicam o IRR das bases RADB e BBOI, porém nunca tive até o presente momento dificuldades e problemas que não foram resolvidos no TC. Concordo que o RADB é uma boa ferramenta, porém torna-se inviável para os ISP que acabaram de conseguir seu ASN e querem administrar da melhor forma possível o seu AS, entre tanto ainda não tem capital para o RADB. Segue o jogo.

Cadastrando-se

Para esse artigo estarei utilizando o AS65000 é privado, somente como exemplo. Primeiramente verifique se o seu AS tem cadastro nessa base através do whois da mesma https://bgp.net.br/whois.html

Tc0-0.png

Poderemos prosseguir caso o resultado for como na imagem: No entries found for the selected source. Isso nos mostra que não há informação sobre o nosso AS na base TC e que teremos que cadastrar. Caso apareça alguma informação no whois dessa base pule para o tema "Recuperando a senha" . Para o cadastro iremos ir na aba WIZARD do site e no final da pagina haverá um link sob a palavra "aqui".

Tc1.png

Será redirecionado para uma aba com a confirmação via recaptcha e um local para colocar o seu AS: Exemplo na imagem abaixo.

Tc2-2.png

O robô do site enviará um e-mail com destino ao e-mail que está como titular do ASN no registro.br. Nesse e-mail haverá um link de confirmação do cadastro.

Tc3.png

Agora você irá no seu e-mail e clicar no link que foi enviado para confirmação.

Tc4.png

Assim que clicar no link você irá para uma pagina com confirmações de dados e a sua senha. NÃO PERCA ESSA SENHA, sim, tem como recuperar a senha porém é bom que não perca né verdade "meu caro Watson" ?! No processo abaixo só tem que confirmar para o seu cadastro no TC.

Tc5.png

Atualizando os objetos

A atualização de informações, acrescentar e remoção de dados agora se dá via e-mail com a linguagem RPSL. A primeira atualização que iremos fazer é das informações do MAINT-AS65000, para isso siga a imagem abaixo, mude com as informações do seu provedor. A primeira linha do corpo da mensagem coloque como padrão a senha do IRR.

Tc6

Agora iremos atualizar as informações do objeto route para o bloco ipv4 /22 que foi criado automático pelo TC e criar os blocos /23 e /24. É de muita importância que você tenha atenção com a relação dos atributos route e origin, antes de enviar o e-mail confirme se realmente o seu bloco e AS estejam corretos.

Tc7-7.png

Da mesma forma que criamos os objetos route para o nosso bloco ipv4 iremos fazer também para o ipv6, com uma ressalva, o objeto para os blocos ipv6 é chamado de route6 e só devem ser criados de acordo com os seus anúncios ipv6, exemplo: se no network do teu bgp você só anuncia o /32 então você só fará o /32. Caso esteja anunciando o /32 e os 2 /33 tem que criar os /33 também. Farei aqui no exemplo abaixo como seria o caso do /32 e /33. Antes de enviar o e-mail confirme se realmente o seu bloco e AS estejam corretos.

Tc8.png

Agora iremos para o objeto chamado AS-SET que é praticamente, se assim podemos dizer o "IRR" em si. Somente cadastrar-se no TC não significa que você tem IRR. Para ser algo completo tem que haver o AS-SET, é nele que você irá informar quem aceita, quais os seus clientes. Podemos comparar o AS-SET a prefix-list do BGP. Nela iremos informar o meu AS e os do meus clientes, sei que parece complicado mas é bem mais simples que parece. Quando você decide que a liberação de prefixos com a sua operadora pare de ser através de e-mail e passa a ser por IRR o que você deve fornecer para ele é o seu AS-SET contendo o seu AS e os dos seus clientes para que o robô da sua operadora quando lê o seu AS-SET ele vê quais regras irá criar na borda dele.

A primeira coisa que devemos atentar ao criar o AS-SET é o nome dele, pois tem que ser único de forma global, ou seja, ninguém deve ter o mesmo nome de AS-SET que já está em uso. Certa vez um "consultor" informou que não tem problema o nome ser igual", vamos lá imagina comigo: Você acaba de criar um AS-SET com um nome que já está em uso, irei tirar como exemplo o nome AS-PROVEDORFULANO. Esse nome está sendo usado por uma operadora lá na Inglaterra e ela tem um robô que verifica base de IRR e faz a automação na criação de seus filtros BGP, ai vem o "consultor" e cria o AS-SET também com o nome AS-PROVEDORFULANO na base TC, advinha o que vai acontecer ? O robô da Operadora da Inglaterra vai criar filtro BGP permitindo os AS do provedor do consultor, isso vai dá uma lambança tão grande com sequestro de ASN que vocês não tem noção. Não é porque se pode criar com o mesmo nome que se deve fazer isso, fica a dica.

Para exemplo o nome do meu provedor será PROVEDORZINHO. Eu Bruno organizo o AS-SET da mesma forma que aprendi e compreendo que essa é a forma mais organizada de fazer ( aprendi a organização do AS-SET com o Patrick Brandão e Rudson Costa, os caras são fera).

Iremos criar 3 AS-SET: O primeiro será para o seu AS; O segundo para seus clientes; O terceiro junta os outros dois criados. Estão ficará da seguinte forma os nomes: AS-PROVEDORZINHO-ONLY, AS-PROVEDORZINHO-CUSTOMERS, AS-PROVEDORZINHO. Como falado precisamos confirmar que ninguém esteja usando esses nomes, para isso iremos no site do Merit RADB https://www.radb.net/query.

Visto que não tem ninguém utilizando os mesmos nomes observando as imagens abaixo.

Tc12.png

Agora que comprovamos que não tem nada com esses nomes, então criaremos os AS-SET.

No AS-SET AS-PROVEDORZINHO-ONLY terá somente o seu ASN como membro como no exemplo abaixo:

Tc13.png

Iremos repetir o mesmo processo porém não haverá nosso AS como membro, será somente os clientes como mostrado na imagem abaixo:

Tc14.png

Por último depois ter criados os dois primeiros agora chamaremos ele nesse novo AS-SET: AS-PROVEDORZINHO.

Tc15.png

O ultimo objeto para completar o IRR que é o objeto AUT-NUM, Nele tem que está resumo de roteamento dos trânsitos. Exemplo, configuração abaixo mostra como se faz o AUT-NUM, nesse caso informei minha participação no IX-Fortaleza e IX-SP me colocando por membro no AS-SET deles, caso você não tenha o ATM do PTT só remover as linhas referentes ao PTT(IX). No import colocará as suas operadoras, os ASN dela. No export você irá anunciar para suas operadoras o AS-SET AS-PROVEDORZINHO.

Tc16.png

Pronto concluído as informações do TC.

Recuperando a senha

Para a mudança de senha só acontecerá através de e-mail do titular do AS para o TC. Existe um link que já faz tudo: https://bgp.net.br/cgi-bin/send_pass_auth_code?ASN=65000 só mudar o numero do ASN no final do link e colocar o seu.

Fonte

Autor: Bruno Cavalcante